Hérnia discal

A hérnia discal acontece quando uma parte, ou até mesmo o disco inteiro, “escorrega” para trás ou para o lado, deslocando-se da sua posição original. Embora tenhamos discos entre todas as vértebras – cervical, dorsal ou lombar -, a hérnia mais comum é a da região lombar.

Na grande maioria das vezes, a hérnia é causada por factores degenerativos. Ao longo dos anos o nosso disco vai perdendo água e altura, as fibras começam a sofrer alterações e tendem a deslizar para trás – hérnia posterior – ou para trás e para o lado – hérnia postero-lateral -, sendo essa a razão pela qual este problema é mais frequente a partir dos 40 anos.

Mas a hérnia discal pode ocorrer também após um traumatismo, quedas, acidentes automobilísticos, excesso de peso ou pressão na coluna, esforço ao se levantar e, ocasionalmente, pode acontecer sem uma causa específica óbvia.

Sintomatologia

Disco cervical:

  • Dor e rigidez na zona cervical, nos ombros e na escápula;
  • Dificuldade em movimentar os braços, com sensação de formigueiro (parestesia).

 

Disco lombar:

  • Dor lombar, na região glútia (bacia) e nas coxas, irradiando-se para o gastrocnémio e tornozelo;
  • Dor aguda ao espirrar, levantar pesos etc.;
  • Deformidade postural da coluna;
  • Dificuldade em andar e flectir a coluna.

 

A Terapia de Bowen e o tratamento da Hérnia Discal

A Terapia de Bowen tem tido imenso sucesso no tratamento de hérnias discais. Esta terapia em particular parece ter uma resposta mais eficaz e imediata quando comparada com outras modalidades como a Quiroprática, ou fisioterapia, havendo uma diminuição quase imediata da pressão na zona do disco, consequência dos movimentos específicos de Bowen que aliviam a tensão na zona em questão.
Num tratamento de Bowen, o terapeuta utiliza procedimentos especiais assim como os movimentos básicos de relaxamento. A maioria dos pacientes sente um imediato alívio da dor logo após a primeira sessão. Alguns pacientes necessitam apenas de 3 ou 4 tratamentos para tratar completamente a sua hérnia discal. Esta situação depende de pessoa para pessoa e, naturalmente, da gravidade do problema.