Testemunhos

Maria Vicente

Tinha dores por todo o corpo. Os meus músculos estavam sempre tensos e era difícil movimentar-me. Tinha sensação de fadiga constante e dificuldade em adormecer. A dor assumia-se sob a forma de ataques agudos, mas era constante e percorriam todo o meu corpo de forma autónoma. As dores começaram a mandar no meu corpo. Limitavam, quer na minha profissão, quer em pequenas tarefas do quotidiano, como tomar banho, secar o cabelo ou baixar-me para apanhar qualquer objeto que deixava cair. Tudo parecia um martírio. Seguiram-se consultas em ortopedia e reumatologia. Depois dum estudo longo e exaustivo do meu caso foram-me diagnosticadas duas doenças: Espondilite Anquilosante (EA) e fibromialgia. Fui medicada mas…As dores não passavam. O médico disse-me, duma forma afável, quase com pena de mim, que eu tinha que aprender a viver com a dor. Pensava eu: -Meu Deus o que vou fazer? Será que a minha vida vai ser sempre assim? Será que é possível aprender a viver com dor permanente? Desde a cabeça aos pés tudo me dói! Eu vou enlouquecer!

Encontrei incompreensão. Já evitava queixar-me! Claro! As dores não se veem! Fui-me isolando e ficando cada vez mais doente e deprimida. Estava a pensar arranjar ajuda psicológica pois eu não aguentava mais. Tive dias, que não me apetecia viver. Até que um dia, em conversa com uma colega, em boa hora me falou na terapia de Bowen com a terapeuta Rita Azeredo. Marquei uma consulta. Logo na 1ª sessão senti alívio. Fui melhorando. Atualmente, ao fim de apenas 4 sessões, deixei de ter dores musculares nas costas, dores lombares, dores nos pés, nos calcanhares…ou melhor: – estou a tratar principalmente a dor nos joelhos e nas pernas, pois ainda é muito forte. Ainda me parece mentira!

Claro que sei que as minhas doenças não têm cura! Vou continuar a fazer consultas de manutenção, mas posso dizer com enorme gratidão: Obrigada Rita! As suas mãos são abençoadas! Já não sou a mesma! Estou tão melhor!
Para quem sofrer de doença igual ou similar, tenho algo a dizer: Não é preciso aprender a viver com a dor. A dor tem solução!

Ana Tordo

Sou mãe de duas filhas gémeas, que nasceram bem de saúde, mas com apenas 18 meses um joelho inchado levou ao diagnóstico de uma doença que até então era para mim desconhecida: artrite idiopática juvenil.

Após alguns tratamentos nomeadamente infiltrações e ainda medicação (imunossupressores ), o medo de não haver nada que funciona-se como tratamento da causa, apenas tratar os sintomas, levou-me a experimentar a terapia de Bowen. Na verdade não tínhamos nada a perder.

Hoje as minhas filhas têm 10 anos, e há mais de 6 que não têm sintomas da doença.

Continuam a fazer a terapia, porque não queremos correr riscos de voltar à estaca zero, mas actualmente fazem sessões de 6 em 6 semanas, o que ajuda de uma forma geral, a serem crianças saudáveis, com um sistema imunitário “bem de saúde”!

Marlene Valim

Descobri a terapia de Bowen em Portugal porque tenho o hábito de falar sobre meus sentimentos, o que está bem e o que não está.
Estava desde marco de 2007 sofrendo terrivelmente de dor nos pés o que muitas vezes me impossibilitava de andar. Sem falar nas sessões que fiz para reequilibrio hormonal e para tratar o lado emocional, ambos bastante afetados pela chegada da menopausa. Rita é de uma delicadeza e sensibilidade invejáveis. Sem deixar de mencionar seu lado profissional e o ambiente propício para relaxamento completo do corpo e da alma.
Estou muito bem e de alta.

Thierry Van Hecke

Sou Cabeleireiro profissional e devido a uma hérnia discal entre a L4 e a L5 deixei de conseguir estar em pé mais do que cinco minutos seguidos. As dores que irradiavam até à minha perna direita eram insuportáveis, andar era impossível, já não conseguia trabalhar, e comecei a perder a minha qualidade de vida pouco a pouco. Após fazer imensos tratamentos, ouvir várias opiniões médicas (cheguei a viajar para a Bélgica, donde sou natural, para ir a uma consulta com um dos melhores especialistas na matéria), todos eles disseram que a única solução era a cirurgia e que esta seria bastante cara e complicada. Soube da Terapia de Bowen por uma amiga e resolvi experimentar, de facto já nada tinha a perder.
Após 6 tratamentos a dor passou completamente, desmarquei a cirurgia e voltei à minha vida normal.
Ainda estou incrédulo como esta técnica tão simples pôde fazer tanto por mim.
Obrigado Terapia de Bowen!

Maria João Sanchez

Sofro de Psoriase Atrítica – uma doença crónica que afecta o sistema imunitário e que traz como consequências problemas variadíssimos. No meu caso em particular, sofria de dores de garganta e de dores artículares. Comecei a fazer tratamento de Bowen num último recurso, já que os medicamentos não me conseguiam ajudar. Ao fim de três tratamentos desapareceram as dores de garganta e as dores começaram a diminuir. Uma vez que a psoriase é crónica, ou seja não tem cura, hoje faço um tratamento de manutenção por mês para manter o meu sistema imunitário fortalecido. Não voltei a ter dores nem quaisquer efeitos nocivos da doença. Sinto-me lindamente!

Ana Cláudia Couto

Estava na minha aula semanal de natação e sofri uma contractura muscular. Após algumas horas as dores eram insuportáveis e não me conseguia mexer. Fui de imediato a um quiroprata que me estalou toda, receitou-me relaxantes musculares e marcou nova consulta para 5 dias depois para fazer um RX, uma vez que achou que o meu estado era bastante grave. Fui para casa cheia de dores e com menos 90 euros na carteira. Como não me sentia nada melhor, resolvi consultar um terapeuta de Bowen. Após 25 minutos de tratamento com movimentos tão delicados que confesso pensei que nunca iria ficar melhor, mas logo após o tratamento comecei a sentir o meu corpo a reagir. Na manhã seguinte acordei como se nada se tivesse passado, as dores tinham ido embora e a minha mobilidade tinha voltado ao normal. Não precisei voltar ao quiroprata nem ao terapeuta de Bowen, nem de tomar medicamentos para relaxar os músculos.

Ana Isabel Cunha

Toda a vida pratiquei desporto: ténis, natação, jogging. Mas infelizmente fui obrigada a abrandar o ritmo devido a uma dor que sentia no tendão do joelho esquerdo. Cada vez que o tendão inflamava as dores eram fortes e não conseguia praticar o desporto como queria e estava habituada! Na ultima crise que tive resolvi consultar um terapeuta de Bowen. Os resultados foram espetaculares. Após apenas um tratamento a dor desapareceu ao fim de umas horas e nunca mais voltou até hoje.Fiquei fã da Terapia de Bowen, os movimentos são tão naturais e provocam uma sensação fantástica de bem estar.